Feira da Multiculturalidade e Inclusão animou Campus da Penha da Universidade do Algarve

No dia 21 de março, estudantes, funcionários e membros da comunidade local numa celebração de valores fundamentais como o respeito, a tolerância e o entendimento mútuo. A iniciativa foi promovida no âmbito do SoUAlg - Sistema de Observação e Promoção de Sucesso Académico e Redução do Abandono Escolar na Universidade do Algarve, um projeto cofinanciado pela DGES que visa fomentar a redução do abandono e o aumento do sucesso académico dos estudantes.
Share
 

Por: Érica Carocinho, João Martins e Joana Vicente*
1.º ano da Licenciatura em Ciências da Comunicação

A Universidade do Algarve foi palco de um evento inédito que celebrou a diversidade cultural e promoveu a inclusão entre todos os membros da comunidade académica. A MI-Fair - Feira da Multiculturalidade e Inclusão reuniu, dia 21 de março, estudantes, funcionários e membros da comunidade local numa celebração de valores fundamentais como o respeito, a tolerância e o entendimento mútuo. A iniciativa foi promovida no âmbito do SoUAlg - Sistema de Observação e Promoção de Sucesso Académico e Redução do Abandono Escolar na Universidade do Algarve, um projeto cofinanciado pela DGES que visa fomentar a redução do abandono e o aumento do sucesso académico dos estudantes.

O principal objetivo da MI-Fair centrou-se na integração e na oportunidade de demonstrar que a Universidade do Algarve é uma instituição de ensino superior que não olha a fronteiras. Esta feira foi animada por estudantes de vários cursos e outros voluntários que, em barraquinhas com objetivos diferentes, promoveram atividades lúdicas, de voluntariado e sensibilização para diversas causas, dando a conhecer o trabalho da Universidade do Algarve neste âmbito.

Clara Silva, aluna do curso de Educação Social e estagiária na Animal Rescue Algarve, explicou que a presença na feira tinha por objetivo “sensibilizar a comunidade académica acerca do nosso abrigo, do nosso trabalho e também para adotarem os animais que lá temos, porque temos o abrigo bastante cheio e eles precisam de atenção e de uma família”.

Para além de um contacto com os animais, as barraquinhas organizadas pelos estudantes voluntários ofereceram outras atividades, ao longo de toda a tarde. “A nossa barraquinha apresenta uma diversidade de atividades mais alusivas ao nosso curso”, afirmou João Silva, aluno do 1.º ano de Educação Básica. “Atirar dados a balões, fazer figuras com os balões” ou “atiro ao alvo” foram algumas das atividades à disposição dos visitantes. “Nós dividimos a turma em grupos e cada grupo está encarregue de uma atividade”, explicou o estudante.

Vários gabinetes da UAlg também se fizeram representar no certame. “Os voluntariados, necessidades educativas específicas, o Gabinete de Mobilidade, os Serviços de Ação Social têm exatamente essa missão de serem serviços que permitam uma integração de todos os estudantes da Universidade do Algarve, independentemente da sua nacionalidade, das suas condições socioeconómicas, do seu género”, explicou Graça Rafael, do programa UAlg V+.

Para os participantes, a animação esteve garantida. “Estou a gostar bastante e acho bastante interessante todas as barraquinhas dos outros cursos. Já participei na atividade da MI Inclusão e gostei muito, inclusive saiu-me um mini brinde, um saquinho com pipocas”, referiu Tomás Leal, aluno de Ciências da Comunicação.

A iniciativa MI-Talks, na sua 3ª edição, encabeçou o programa e teve como convidada a cantora Viviane. A sessão foi moderada por Rosana Durão e Jorge Santos, docentes da ESEC. Viviane iniciou a sua carreira de cantora e compositora nos anos 90, como cofundadora da banda "Entre Aspas". Gravou 6 álbuns através da editora multinacional BMG.

ARA

Os estudantes do curso de Educação Social deram a conhecer alguns dos projetos de voluntariado em que estão envolvidos e permitiram um contacto com alguns dos animas do ARA.


O evento, que teve lugar no Campus da Penha, foi uma verdadeira amostra da riqueza e variedade das culturas representadas na instituição. Estudantes de diferentes origens étnicas e nacionalidades uniram-se para partilhar as suas tradições e projetos. O Mi-Sunset, animado pelo DJ Paulo Ferreirim, e o jantar brasileiro no refeitório da Penha, com direito a música e dança, proporcionaram uma experiência enriquecedora para todos os presentes.
 

MI- Fair

 Os serviços da UAlg também se fizeram representar na MI-Fair, mostrando o trabalho desenvolvido no acolhimento a estudantes.


*Érica Carocinho, João Martins e Joana Vicente são colaboradores do
Olhares Académicos, o blogue da unidade curricular de Jornalismo e Produção Editorial do 1.º ano da licenciatura em Ciências da Comunicação da ESEC-UAlg.

 

Relacionadas
A Escola Superior de Educação e Comunicação deseja a toda a comunidade académica umas Boas Festas.
Share