História

Escola Superior de Educação e Comunicação

A ESEC assume-se como um centro de criação, transmissão e difusão da cultura e do conhecimento humanístico, artístico, científico, tecnológico e pedagógico.

Oferece formação graduada e avançada nos domínios da educação, comunicação e desporto, com forte ênfase na capacitação e integração profissional dos seus alunos. Ciente da importância da aprendizagem ao longo da vida, a ESEC tem ainda apostado em cursos de formação contínua, especializada e de atualização aos profissionais que atuam dentro das áreas científicas cobertas pela instituição.

Promove a investigação e a transferência do conhecimento no âmbito das ciências da educação, ciências da comunicação, artes, humanidades e desporto, e colabora com entidades públicas e privadas quer em termos de formação, quer de investigação e desenvolvimento.

A ESEC está altamente empenhada na valorização das várias vertentes da sua esfera de intervenção, de forma multi-sistémica, sem perder de vista a especificidade como instituição de formação.

A instituição possui estreitos laços com a comunidade regional, mas tem ao mesmo tempo investido na dimensão internacional do seu ensino e investigação, quer proporcionando aos seus alunos e docentes oportunidades de aceder a programas de intercâmbio com o estrangeiro, quer participando em projetos com instituições de ensino superior noutros países.

Com o objetivo de uma maior interação com a comunidade académica, bem como com a comunidade local, a ESEC frequentemente organiza e divulga diversos encontros, seminários, jornadas e conferências dentro dos seus domínios científico pedagógicos.

Originalmente designada Escola Superior de Educação, a instituição surgiu a 26 de Dezembro de 1979 como unidade orgânica integrante do Instituto Politécnico de Faro com o objetivo de formar e promover a formação contínua de educadores de infância e de professores do 1.º Ciclo e do 2.º Ciclo do Ensino Básico. Começou a funcionar em pleno a partir de 1984.

Posteriormente, numa tentativa de responder às preocupações da comunidade e procurando otimizar os seus recursos humanos e materiais, no início da década de noventa, foram criados os cursos de Ciências da Comunicação, Tradução e Design de Comunicação. Em 1998, foram criados cursos de Complemento de Formação para os Professores com um grau de Bacharelato.

Em 2008, à luz da reorganização das instituições do ensino superior em Portugal, adotou a atual designação e, para além de ter reestruturado as suas licenciaturas, passou a oferecer cursos de mestrado em Educação Pré-Escolar, Ensino Básico, Educação Social, Educação Especial e Gerontologia Social, contando para breve expandir este elenco para as suas outras áreas de intervenção.